O que você procura?

Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor em agosto de 2020, vai contribuir para diminuir riscos e dar mais transparência ao tratamento de dados pessoais

 

Brasília,10/02/2020- O “Se liga, consumidor!” desta semana é sobre proteção de dados pessoais. Nem sempre nos damos conta, mas informações como nome, telefone, CPF, entre várias outras, são coletadas o tempo todo por lojas, empresas e sites. Quando essas informações são armazenadas sem o devido cuidado, corremos o risco de ter nossa privacidade violada.

Quem fala sobre o tema é a professora de Direito da Universidade de Brasília Laura Schertel. Para ela, a Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor em agosto de 2020, vai contribuir para diminuir riscos e dar mais transparência ao tratamento de dados pessoais. A lei possibilita aos consumidores um maior controle sobre suas informações; e cobra das empresas medidas de segurança eficazes para evitar vazamentos.

Laura esclarece, ainda, que o consumidor não é obrigado a preencher um cadastro toda vez que fizer uma compra. E aconselha: “Sempre que baixar aplicativos no celular ou no computador, fique atento aos dados que estão sendo pedidos e leia os termos de uso. É importante refletir, em todas as situações, sobre os efeitos futuros que a utilização desses dados pode gerar.”

O programa quinzenal “Se liga, consumidor!” é uma parceria do MPDFT com a Escola Nacional de Defesa do Consumidor da Senacon. Trata-se de uma série de vídeos curtos, com linguagem fácil e objetiva, em que especialistas abordam o dia a dia das relações de consumo e esclarecem dúvidas sobre direitos básicos garantidos pelo Código de Defesa do Consumidor.

Redes Sociais

Política de Privacidade e Uso

Search